ASSOJURIS - Associação dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de São Paulo
Carlos Alberto Marcos (Alemão)
   
 

Presidente: Antônio Carlos Capela Novas
Vice-presidente: Carlos Alberto Marcos
1º Vice-presidente: Adolfo Benedetti Neto
2º Vice-presidente: Jair Castilho Júnior
Secretário-geral: Márcio Antônio Canesin Dourado
1º Secretário: Rejane Cattarin Marcos
2° Secretário: Ilton Guedes de Oliveira
3º Secretário: Fabiana Roncaratti Pavão Godoy
Tesoureiro-geral: Valdir Gaspar de Andrade
1º Tesoureiro: Eda Mara Suriano de Oliveira
2º Tesoureiro: Gracie Maria de Paschoal Mirinel
3º Tesoureiro: Luiz Donizete de Souza

.
  ASSOJURIS - Associação dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de São Paulo
 

Rua Álvares Cabral, 1336, Centro - Ribeirão Preto-SP - Cep 14010-080 - Fone 16 3211-7200

  assojuris@assojuris.com.br
  www.assojuris.com.br
   



Fundada em 1993, a Assojuris, Associação dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de São Paulo, foi criada com a finalidade estatutária de promover estudo, coordenação, proteção e representação legal aos servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Também figura entre os objetivos principais da Assojuris a defesa dos direitos coletivos e individuais dos associados, quanto ao relacionamento funcional com Judiciário de São Paulo, além da discussão com os servidores a respeito da oportunidade e conveniência do exercício do direito de greve, observada sempre a legislação em vigor. Por fim, a representação dos associados, nas negociações de classe.

A Assojuris foi constituída inicialmente para atuar regionalmente porém, por sua forte atuação política, fez com que a associação expandisse sua atuação em âmbito estadual. Tem a sede principal na cidade de Ribeirão Preto, estado de São Paulo. Além da matriz, possui ainda subsedes nas cidades de Rio Preto, São Vicente, São Paulo e Itapecerica da Serra, além de manter escritório de atendimento nas cidades de Piracicaba e Rio Claro. Possui também representações nas cidades de Campinas e Caraguatatuba.

Ao longo dos últimos 13 anos, a associação ganhou nova gestão. O grupo que assumiu o comando da Assojuris foi constituído, de forma espontânea, durante o movimento reivindicatório que culminou na deflagração da histórica greve de 2001, com duração de 82 dias. Desde então, a Assojuris vem assegurando e resguardando os direitos dos associados.

Participa diretamente nas discussões, elaboração, acompanhamento e aprovação dos Projetos de Lei de interesse dos servidores públicos do Judiciário estadual. No que diz respeito à defesa de direitos trabalhistas, com o objetivo de afastar eventuais injustiças contra servidores públicos, a Assojuris desenvolve um trabalho preventivo de acompanhamento e visita nos fóruns estaduais.

Preocupada com a saúde do trabalhador, a associação também mantém, em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, o funcionamento dos Centros Psicossociais (Espaço voltado à atenção da saúde mental de todos os integrantes do Poder Judiciário sem distinção de cargo ou função) localizados nas cidades de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Também disponibiliza, para associados e dependentes, serviços de tratamento fisioterápicos e odontológicos (vide especializações e serviços contratados), sem qualquer custo extra, nas cidades de Ribeirão Preto e Itapecerica da Serra. Também oferece de forma totalmente gratuita, departamentos jurídicos que visam defender, resguardar e assegurar direitos envolvendo relações de trabalho, individuais e coletivos.

Possui também chácaras que são mantidas como espaços de lazer exclusivos para associados nas cidades de Ribeirão Preto, Campinas e Piracicaba. Estes espaços são devidamente adequados para receber dezenas de associados, familiares e convidados. Para ampliar essa importante estrutura de lazer e turismo, a Assojuris está construindo uma colônia de férias na cidade de Caraguatatuba (SP) a 50 metros da praia. A Colônia terá capacidade de hospedar dezenas de associados, familiares e convidados.

A Assojuris mantém ainda o patrocínio das despesas da regente e dos músicos do “Coral Voz Ativa”, formado por servidores públicos associados à entidade. Além dos inúmeros serviços e convênios disponibilizados, a entidade se dedica exaustivamente a uma luta sem tréguas voltada à implantação de uma política salarial mais justa e condições de trabalho dignas. Por isso está em constante mobilização e participação em comissões institucionais e comitês paritários, por meio de políticas administrativa e jurídica permanentes. O patrimônio e fontes de recursos da entidade é constituído através de contribuições sociais, doações e legados, bem e valores que vier auferir.

É filiada à Fespesp e à Pública, Central do Servidor.




Notícias Relacionadas

1 - FESPESP participa de Reunião Colégio de Líderes na ALESP
2 - Fespesp participa de Reunião da Comissão de Orçamento do TJSP
3 - Entidades voltam a discutir assuntos do funcionalismo
4 - Comunicado: Alteração no dia do funcionário público
5 - Eleita a gestão para o biênio de 2016/2017 do TJSP
6 - Entidades realizam primeira reunião com presidente do TJSP
7 - PLP 257/2016 é aprovado na Câmara Federal
8 - Nota de esclarecimento sobre o PL 827/2016
9 - Campanha Salarial e Reforma da Previdência são discutidas com o TJSP
10 - Servidores preparam estratégia contra Reforma da Previdência
11 - Ministério do Trabalho lança revista sobre Reforma Trabalhista